Blog

Envelhecimento da população abre novas frentes no mercado de brindes

Publicado em 04/04/2019
O Brasil está se transformando, aos poucos, no país da terceira idade. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que a população acima de 60 anos representa, hoje, 13,5% dos cidadãos brasileiros – e esse número só tende a crescer.

Em poucos anos, nosso perfil demográfico será parecido com o de países europeus. Para se ter uma ideia desse impacto, em 2027, o público da terceira idade será de 17,4% e, em 2050, 29,3%. Esse cenário, que altera diversos aspectos da sociedade, também impacta diretamente no mercado.



Conscientes das necessidades e preferências do público da terceira idade, as marcas têm investido em ações cada vez mais inovadoras e focadas em suas experiências para agregar valor à experiência do consumidor. No caso dos brindes, esse nicho de mercado cresce com força máxima.

A Luminati, empresa com décadas de atuação no segmento de brindes, explica que o idoso, hoje em dia, busca produtos e serviços que atendam aos seus anseios. Não basta apenas presenteá-los; é preciso oferecer uma experiência significativa.

Um exemplo de como os idosos merecem atenção especial nas ações promocionais é o campo tecnológico. Eles são antenados, usam smartphone, redes sociais e fazem compras online. Por que, então, não oferecer brindes que facilitem essa rotina?

Uma pesquisa conduzida pelo IBGE indica que mais de 9 milhões de brasileiros acima de 55 anos estão no Facebook, 50,82% têm entre 61 e 70 anos e 45,1% passam três horas diárias ou mais na internet. Itens como carregador portátil, caixinhas de som ou cases para smartphone personalizados costumam agradar esse público, segundo a Luminati.

Como impactar a terceira idade

Outra aposta nesse segmento da terceira idade são os cuidados com a saúde, já que é cada vez maior o número de idosos que se exercitam e mantêm uma rotina saudável.

Nesse momento, entram em cena os squeezes personalizados, podendo abrigar smartphones, comprimidos ou até receber uma fruta para fazer uma água saborizada. Essa escolha, segundo a empresa de brinde, é uma das mais apreciadas, que adotam o objeto em sua rotina e mantêm a marca sempre viva na memória.

Prova disso é um estudo feito pela Associação Brasileira de Academias (Acad Brasil), em parceria com a PUC-SP e a PUC-RJ, indicando que o número de pessoas com mais de 60 anos que frequenta academias aumentou de 5 para 30% na última década.

O cuidado a se tomar no momento de escolher um brinde para terceira idade é, antes de tudo, conhecer seu público e entender do que ele gosta, o que busca, quais são suas preferências, etc. Apenas com acesso a esses dados é possível traçar uma estratégia certeira e agradar em cheio o consumidor.

Uma recomendação da Luminati é investir em brindes de qualidade, seguros e que se mantenham presentes no dia a dia. Assim, as chances de ele se lembrar da sua marca assim que precisar de um serviço/produto são bem maiores.